This story is also available in: English Deutsch

Neste Dia Internacional da Mulher, decidimos partilhar a experiência e trabalho de três das artistas do nosso portefólio. Como podes imaginar, ser uma artista, não é o caminho mais fácil que podes tomar.
No entanto, as mulheres que vais encontrar neste artigo continuam a remar contra a maré e são a prova viva de que qualquer pessoa pode viver do que mais as apaixona.

anna morley keyboar female artists
A Anna Morley enquanto interpreta o seu“Treasure Pleasure” lançado em Berlim (Fotografia de Monika Pala)

“A minha música dá-me poder como ser humano e como Mulher”
– Anna Morley

A Anna Morley é uma compositora e uma multi-instrumentalista Australiana com sede em Berlim. Ela explica-nos que a sua música lhe dá poder como nada mais. Ela acredita que o amor próprio está ligado ao trabalho de cada um. Sem a música, ela não se sentiria muito como pessoa ou como mulher de todo.

Dos quatro albúns que lançou, o último chama-se “Treasure Pleasure”. “Tive que ultrapassar vários obstáculos a nível pessoal”, diz-nos a Anna, “mas escrever, produzir, fazer colaborações e actuar é o que adoro fazer e é desta maneira que quero passar os meus dias”.

Esta artista de personalidade forte dá-nos arrepios com a sua música electroacústica a sua voz suave. Ouve a sua canção “Today the heart” ganhar vida através deste vídeo tocante com a Hissora Linse  e os seus movimentos graciosos e femininos

MAIS SOBRE A ANNA MORLEY

“Como mulher, sinto que um dos meus principais estímulos são as minhas emoções. São a força motora por detrás da minha criatividade e o trabalho que faço encontra sempre as suas raízes no meu mundo interior rodopiante!”
– Kathleen Doherty

kathleen doherty aerial hoop female artists
Kathleen Doherty com o seu aerial hoop.

Ser uma mulher no mundo das artes performativas tem os seus altos e baixos, mas a Kathleen Doherty não mudaria de trabalho por nada neste mundo. Esta artista do mundo acrobático tem a sua sede na cidade do Porto. Apesar de o seu background estar no mundo da dança, ela explica-nos a incerteza e a crítica que existe na indústria que é o mundo artístico. Ao mesmo tempo que quase a fizeram desistir, estes factores, fizeram, ao mesmo tempo, com que crescesse. “Continuar aqui, mostrar e crescer como uma artista, adaptando-me a um mundo em constante mudança. Estou orgulhosa disso. E isto faz com que esteja entusiasmada pelo meu futuro”.

E falando do futuro, ela está neste momento, a criar um novo espectáculo para o Verão com a bailarina Liliana Garcia onde os aerials e a dança lírica se juntam. A aventura da Kathleen no mundo dos aerials expandiu-se ainda à dança de varão. Podes ver uma das suas performances impressionantes aqui.

A Kathleen não é apenas uma entertainer, mas é também uma grande professora.

MAIS SOBRE A KATHLEEN

“Acredito que ainda exista um desequilíbrio no mundo artístico, mas como diz o ditado: às vezes tens que criar aquilo do qual queres fazer parte.”
– Vanessa Teodoro

vanessa super van
Vanessa Teodoro

Last, but not least, conheçam a Vanessa Teodoro,, mais conhecida como The Super Van. Ela é uma ilustradora e artista de rua com sede em Lisboa. Apesar de ser conhecida maioritariamente pelos seus murais e ilustrações, o seu último projecto “Frida”, chamou a nossa atenção.

A Frida Kahlo sempre foi uma inspiração para ela pela maneira como ela criou a sua identidade própria numa sociedade dominada por homens. “Comecei a fazer peças de cerâmica da Frida de forma a canalizar a minha inspiração, dando reconhecimento à grande mulher que ela foi. E claro que que aquela “unibrow” é divina.”

super van frida
Uma das peças da colecção “Frida” da The Super Van’s

A Arte é também uma maneira de defenderes aquilo em que acreditas! A The Super Van faz também parte do projecto “Women Who Draw” que é um directório aberto de ilustradoras, artistas ou cartunistas que trabalham como freelancers. O objectivo do projecto é o de dar maior visibilidade a ilustradoras pelo mundo fora.

Tens curiosidade acerca do trabalho da The Super Van? Podes ver o seu trabalho aqui.
Queres mais girl power? Podes ler sobre a Clara Cabrera, uma pintora brilhante de Espanha.